Make your own free website on Tripod.com
   



1998 - TV Record.

Gerson de Abreu interpreta o simpático radialista Hélio Colibri. "Ele é uma espécie de faz-tudo, como tantos que existem nas rádios do interior", explica. "Ao mesmo tempo que ele cria um clima para dar a notícia de uma tragédia, logo coloca uma vinheta alegre e comunica uma festa que vai acontecer na cidade". Para Gerson, a estréia de "Vila Esperança", idealizado pelas conceituadas pedagogas Marisa Mello Martins e Betina Rugna (ex- Cultura, atual Instituto Cultural Maurício de Souza), pode significar a volta da inocência aos programas infantis. "Raramente assumo algum projeto que não seja meu, mas este é um caso diferente. O programa criado pela Marisa e pela Betina é impecável e acho que vai contribuir muito para a formação das crianças", destacou o ator, que desde o início da carreira sempre trabalhou com o público infantil, como no extinto "Bambalalão", "X-Tudo" (Cultura) e "Agente X" (Record).

"É uma falsa comparação, mas digamos que seria uma mistura entre o "Bambalalão" e o "Castelo Rá-Tim-Bum". As crianças precisam de programas como aqueles que eram exibidos antigamente, com menos violência e apelação sexual do que a gente vê hoje em dia", salientou.

"São episódios diários de uma hora de duração, onde as crianças têm liberdade para expressar suas necessidades, levantadas através de uma pesquisa que fizemos. Eram várias peças de teatro e a Betina as adaptou para a linguagem televisiva. É uma opção de humor, educação e cultura, além de ser uma maneira deliciosa e versátil de ensinar".

Bibliografia

[anterior] [próximo]
[volta]